RSS

Arquivo do dia: 17 de setembro de 2009

A MINHA JANELA[MUITO LINDO;PARA TOCAR TODOS OS CORAÇÕES]


A minha janela
Leide Moreira

Pela janela eu olhei
A noite cair seu manto
Eu quis chorar eu chorei
A noite não viu meu pranto

Pela janela eu olhei
A lua surgir radiante
Que maravilha eu pensei
Queria morrer nesse instante

Pela janela eu olhei
O dia amanhecer
Que dia lindo avistei
Preciso adormecer

Leide Moreira tem ELA, Esclerose Lateral Amiotrófica. Ela escreveu um livro de poesias utilizando uma tabela visual para se comunicar

PACIENTE CEGO RECUPERA A VISÃO APÓS TRANPLANTE DE UM DENTE EM SEUS OLHOS[CREIO QUE JÁ HOUVE OUTRO CASO SEMELHANTE]


Blind Patient Regains Sight With "Eyetooth" Implanted In Her Eye

Main Category: Eye Health / Blindness
Article Date: 17 Sep 2009 – 5:00 PDT

email icon email to a friend   printer icon printer friendly   write icon view / write opinions   rate icon rate article

Blind for nine years, Sharron "Kay" Thornton has just regained her sight through a first-in-the-U.S. surgical procedure at Bascom Palmer Eye Institute at the University of Miami Miller School of Medicine. The procedure — modified osteo-odonto-keratoprosthesis (MOOKP) — implanted her eyetooth in her eye, as a base to hold a prosthetic lens.

"I’m looking forward to seeing my seven youngest grandchildren for the first time," said Thornton, 60, of Smithdale, Miss., who was blinded by Stevens-Johnson syndrome in 2000. The rare, serious skin condition destroys the cells on the surface of the eye causing severe scarring of the cornea. "We take sight for granted, not realizing that it can be lost at any moment," she said. "This truly is a miracle."

On Labor Day weekend, after the last in a series of surgeries by corneal specialist Victor L. Perez, M.D., associate professor of ophthalmology at Bascom Palmer Eye Institute, bandages were removed from Thornton’s eyes and she was able to recognize faces only hours after her surgery. Two weeks following her surgery, she is already reading newsprint with a visual acuity of 20/70 and it is expected to improve further as her surgical scars heal.

"Through the work of Dr. Perez’s team, patients in the United States now have access to this complex surgical technique, which has been available only in a limited number of centers in Europe and Asia," said Dr. Eduardo C. Alfonso, M.D., chairman of Bascom Palmer Eye Institute (http://www.bascompalmer.com), the nation’s #1-ranked eye hospital.

Developed in Italy, MOOKP has proven effective as a solution to end-stage corneal disease where severe corneal scarring blocks vision and corneal transplants are no longer an option but the eye’s internal structures and optic nerve remain healthy. Patients may have suffered trauma to their cornea, the outside surface of the eye where a contact lens would sit, from chemical injuries, thermal burns, and inflammatory or autoimmune disorders, such as Stevens-Johnson syndrome.

"For certain patients whose bodies reject a transplanted or artificial cornea, this procedure ‘of last resort’ implants the patient’s tooth in the eye to anchor a prosthetic lens and restore vision," explained Dr. Perez. "In Sharron’s case, we implanted her canine tooth, her eyetooth."

Dr. Perez’s interdisciplinary team included Yoh Sawatari, D.D.S., assistant professor of clinical surgery at the Division of Oral and Maxillofacial Surgery and Dentistry at the University of Miami/Jackson Memorial Medical Center, who extracted the patient’s canine or "eyetooth" and surrounding bone. In MOOKP, the tooth and surrounding bone are shaved and sculpted, and a hole is drilled for the insertion of an optical cylinder lens. Next, to bond the tooth and lens as a bio-integrated unit, they are implanted under the patient’s skin in the cheek or shoulder. Meanwhile, the ophthalmologist prepares the surface of the eye for implantation of the prosthesis by removing scar tissue surrounding the damaged cornea.

About one month later, mucous material is collected from the inside of the patient’s cheek and used to cover and rehabilitate the surface of the damaged eye. In the final phase, usually two months later, the prosthesis is removed from the cheek or shoulder and implanted in the eye. The prosthesis is carefully aligned with the center of the eye, and a hole is made in the mucosa for the prosthetic lens, which protrudes slightly from the eye and enables light to re-enter the eye allowing the patient to see once again.

For Thornton, the surgery marked the successful conclusion of a nine-year medical odyssey that started at the onset of Stevens-Johnson syndrome.

Six years ago, a friend drove Thornton 900 miles to Bascom Palmer for an ophthalmic evaluation. A stem cell procedure was performed, but proved unsuccessful. Since she was not a candidate for a cornea transplant, she was referred to Dr. Perez, another Bascom Palmer surgeon who was exploring the possibility of the MOOKP technique. "I’m so thankful that the doctors at Bascom Palmer never gave up on me – they kept searching," said Thornton. Last year, Dr. Perez traveled to Europe for training by Italian ophthalmologist Giancarlo Falcinelli, M.D., who developed the MOOKP procedure, building on the original OOKP technique developed in the 1960s by Professor Benedetto Strampelli, M.D., also of Italy.

Now Thornton is excited about seeing her three grown children and nine grandchildren – as well as rediscovering simple joys like watching clouds and playing cards again with friends. "Without sight, life is really hard. I’m hoping this surgery will help countless people," she said.

Source
Bascom Palmer Eye Institute

contra os limites


Contra os limites

 
E-mail Imprimir PDF

Depois de brilhar como a vilã Silvia, de "Duas Caras", a atriz Alinne Moraes se prepara para mais um desafio em uma trama de Manoel Carlos. Em "Viver a Vida", que estreia em setembro, ela interpretará a modelo Luciana, que, após um acidente, ficará tetraplégica.

 

O acidente de Luciana vai ocorrer durante uma viagem da modelo à Jordânia, onde fará um desfile. Se, no início, a personagem irá se ver sem horizonte, com o passar do tempo, ela conseguirá superar o sofrimento e a angústia e recomeçar a viver. "Apesar da tetraplegia, Luciana terá uma vida normal, assim como tantas outras pessoas com deficiências físicas. Muitas são casadas, têm filhos e continuam trabalhando. Desconhecemos esse mundo e achamos que ele é completamente diferente do nosso", afirma Alinne.

Como preparação para a personagem, a atriz tem convivido com cadeirantes para conhecer a história e o cotidiano deles. "Percebi que, quando as pessoas superam o acidente, elas têm de se deparar com uma série de outras limitações que a cidade impõe. No Brasil, 15% da população tem algum tipo de necessidade especial, mas onde estão essas pessoas? Estão em casa, pois não têm como ir ao shopping, ao metrô ou ao banheiro", argumenta.

"A gente é muito leigo nesse assunto. Aprendi que há vários tipos de tetraplegia e que muitas pessoas recuperam alguns movimentos. Assim, conseguem se alimentar, dirigir e fazer comida."

Embora o acidente ainda não tenha sido gravado, a atriz revelou que já fez algumas cenas como cadeirante em Paris. Até o 13º capítulo da novela "Viver a Vida", Luciana não terá se tornado tetraplégica.

Alinne também diz ter muitas semelhanças com sua personagem. "Assim como ela, eu sou moleca e vivo a 180 km por hora."

Vida de modelo
Dois quilos mais magra "devido à correria das gravações" e ao fato de estar comendo menos doces, Alinne, ao interpretar a personagem Luciana, reencontrou um mundo que conhece muito bem: o da moda.

Como começou sua carreira como modelo, Alinne confessa que isso a ajudou a entender melhor como Luciana pensa. "Estamos filmando com muitos fotógrafos, maquiadores e outros modelos. Eu me sinto em casa. Inclusive, estou revendo pessoas da moda com quem trabalhei."

O visual da atriz também está diferente. Os cabelos estão mais curtos, com as pontas retas, e mais loiros. "Como a personagem dela é uma modelo, propus algo moderno. Diria que é parecido com o da Brooke Shields, em ‘A Lagoa Azul’", afirma o cabeleireiro Fernando Torquato

 Fonte: Jornal AGORA -  Alan de Faria

MITOS E VERDADES SOBRE O CÂNCER


Mitos e verdades sobre o câncer PDF Imprimir E-mail
Saúde & Lazer   
16-Set-2009

Quando ouvimos falar em câncer, geralmente, pensamos no pior. Mesmo com os mais inovadores tratamentos que vêm surgindo no mercado, a maioria das pessoas ainda desconhece o verdadeiro diagnóstico da doença. Isso acontece porque, infelizmente, o que não faltam são informações distorcidas sobre o câncer, provenientes das mais distintas fontes. 

É importante considerar que no mundo são diagnosticados cerca de 10 milhões de novos casos a cada ano e a Organização Mundial de Saúde estima que em 2020, esse número subirá para 15 milhões. Em contraponto a isso, o que podemos perceber é que hoje o câncer é uma das doenças crônicas com maior índice de cura e, mesmo os casos que não são curáveis, podem ser controlados, aumentando a sobrevida dos pacientes.

Para contribuir com a propagação de informações corretas e para orientar as pessoas que têm dúvidas sobre o assunto, o médico oncologista Amândio Soares Fernandes Junior, diretor da Oncomed – Centro de Prevenção e Tratamento de Doenças Neoplásicas e membro da Sociedade Brasileira de Oncologia Clinica (SBCO) e da Sociedade Brasileira de Cancerologia, se coloca à disposição para discorrer sobre o tema.

Alguns questionamentos: É mito ou verdade? 

Câncer é hereditário?
O câncer é uma doença que resulta da interação entre fatores ambientais e genéticos do individuo. Entretanto, uma parcela pequena dos tumores malignos são considerados hereditários (até 10%), e a maioria está relacionada a exposição a fatores ambientais (tabagismo, hábitos alimentares, infecções, exposição solar, etc).

Stress, depressão e outros problemas psicológicos podem causar o câncer? E agravar a doença?
Alterações no sistema imunológico podem predispor ao aparecimento do câncer e existem alguns estudos que relacionam o stress, depressão e outros distúrbios psicológicos a alterações no funcionamento do sistema imunológico do individuo.  Entretanto, o nexo causal direto entre o stress e a depressão com o aparecimento do câncer ainda não foi demonstrado. No paciente já diagnosticado com câncer, esses sintomas podem levar a uma dificuldade maior para enfrentar o tratamento e ser um empecilho para o sucesso terapêutico e melhoria de qualidade de vida.

A maior incidência de câncer ocorre na cabeça?
Mito. Os tumores mais freqüentes são os de pele não-melanoma, mama, próstata e pulmão.

Uma dieta inadequada é responsável por 50% dos casos de câncer?
A dieta, juntamente com diversos outros fatores ambientais (tabagismo, exposição solar, infecções, etc), esta relacionada ao aparecimento do câncer. E difícil dizer exatamente qual a porcentagem de contribuição de cada fator nos diferentes tipos de tumor, mas uma dieta adequada e saudável pode contribuir significativamente para prevenir alguns tipos de câncer.

Um nódulo é necessariamente um câncer?
Mito. Um nódulo pode ser um tumor benigno ou até mesmo uma lesão não tumoral.

Todo tumor é um câncer?
Mito. Existem os tumores benignos e os tumores malignos. Estes últimos são sinônimos de câncer.

O câncer causa esterilidade em homens e mulheres?
De uma forma geral não, mas os tratamentos relacionados ao câncer podem levar a esterilidade.

O câncer sempre volta a aparecer nas pessoas que tiveram a doença?
Mito.

Há de fato o período de cinco anos para garantir que a pessoa não terá mais a doença?
Mito. Não existe um período arbitrário, mas a chance de recidiva do tumor, de um modo geral, diminui com o passar do tempo a partir do tratamento.

É verdade que quando o câncer aparece novamente, a doença já não tem cura?
Mito. Cada situação deve ser individualizada, e em vários casos de recidiva a doença ainda é potencialmente curável.

As células-tronco podem ser consideradas como uma luz no fim do túnel nos casos mais graves de câncer?
Verdade. A tecnologia das células tronco pode ser útil em alguns casos, e já é utilizada por exemplo em casos de transplante de medula óssea relacionado ao câncer ( é um tipo de tecnologia de células tronco ). Vários estudos ainda estão em andamento na tentativa de ampliar a sua utilização de forma eficaz e segura.

Adoçantes provocam câncer?
Mito. Apesar de inicialmente haverem suspeitas do potencial cancerígeno de adoçantes com ciclamato, aspartame e sacarina, estudos subseqüentes não foram capazes de confirmar essa associação.

A quimioterapia e a radioterapia fazem mal às pessoas?
A quimioterapia e radioterapia podem levar a efeitos colaterais específicos mas que na maioria das vezes são manejáveis. Essas formas de tratamento fazem parte do arsenal terapêutico no combate ao câncer e deve-se discutir com o paciente o risco – beneficio de sua utilização.

Alimentos previnem o câncer? Quais?
De um modo geral, ainda faltam evidencias incontestáveis de que uma dieta pobre em gordura saturada, rica em frutas, verduras e fibras diminui significativamente a incidência de câncer, apesar de alguns estudos preliminares apontarem para essa associação. O consumo de carne vermelha aparentemente aumenta o risco de desenvolvimento de câncer do intestino grosso, e a ingestão de tomate aparentemente protege contra o aparecimento do câncer de próstata. A ingestão de quantidades diárias satisfatórias de vitamina D e cálcio também podem ser fatores protetores contra o aparecimento do câncer de intestino.

A pílula anticoncepcional provoca câncer?
Não existem estudos definitivos que permitam uma associação entre o uso de pílula anticoncepcional e aumento da incidência de câncer. O uso da mesma pode estar associado a uma diminuição do risco de desenvolvimento de câncer de ovário. A terapia de reposição hormonal na pos-menopausa aumenta o risco de desenvolvimento de câncer de mama.

O álcool é fator de risco para o câncer?
Verdade. O consumo de álcool esta relacionado ao câncer de cabeça e pesoço, esõfago, intestino e mama.

É verdade que o câncer é contagioso?
Mito.

Câncer de pele é mais comum em pessoas com idade acima de 40 anos?
Os dois tipos mais freqüentes de câncer de pele (células escamosas e basocelular) tem sua incidência aumentada com o aumento da idade.

O cigarro causa apenas câncer de pulmão?
Mito. O cigarro esta relacionado ao aparecimento de diversos tipos de câncer: boca, esôfago, estômago, pâncreas, bexiga, pulmão, etc…

A destruição da camada de ozônio aumenta as chances de se desenvolver algum tipo de câncer, principalmente o câncer de pele?
Verdade, pois é um fator protetor contra os raios ultravioleta.

Um tumor pode ser causado por um trauma, por exemplo, uma pancada durante uma batida de automóvel?
Mito.

Andar muito de avião, ficar sempre perto de antenas de celulares ou aparelhos como micro-ondas aumentam o risco de desenvolver câncer?
Mito. Não foi comprovado do ponto de vista técnico que há um aumento da incidência de tumores com essas atividades.

O câncer de próstata causa impotência?
O tratamento do câncer de próstata pode levar a impotência. Mas não são todos os pacientes tratados para o câncer de próstata que ficam impotentes, sendo que vários fatores são importantes (idade do paciente, tipo de tratamento, etc ).

Anemia transforma-se em leucemia?
Mito. A anemia e a denominação dada a queda dos níveis de hemoglobina. Tem diversas causas, sendo a leucemia uma das causas de anemia.

Por terem a pele escura, os negros não têm câncer de pele?
Mito.

Homem também pode ter tumores de mama?
Verdade. Cerca de 1% dos tumores malignos da mama acontecem no sexo masculino.

Câncer pode induzir a depressão?
Verdade. Os pacientes com o diagnostico de câncer, por uma série de razões (medo da morte, tratamento, etc) estão sujeitos ao aparecimento de depressão.

 

LEITE ORGÂNICO[PESUISA DA USP MUITO IMPORTANTE!]


Leite orgânico traz mais benefícios a fermentados.
   

O leite produzido no sistema orgânico tem potencial para servir de matéria-prima para leites fermentados probióticos, como aponta uma pesquisa realizada na Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP. Além de manter os benefícios para a saúde do produto feito com leite comum, o leite fermentado orgânico tem maior teor de ácido linoleico conjugado, substância que pode ajudar no reforço das defesas do organismo.

No trabalho, a farmacêutica bioquímica Ana Carolina Florence utilizou cepas de bifidobactérias para produzir leite fermentado a partir do leite orgânico pasteurizado e compará-lo ao produto feito com leite convencional. “O objetivo era saber se a matéria-prima orgânica agregava valor a um produto probiótico cuja funcionalidade já é conhecida”, ressalta . “O principal benefício do leite fermentado, apontado em pesquisas, é a manutenção do equilíbrio da microbiota intestinal”.

As matérias-primas passaram por análises da composição química  (proteínas, gorduras, sólidos, minerais e perfil lipídico) e perfil cinético, relativo ao processo de fermentação. Nos leites fermentados foi feita a contagem microbiológica de probióticos e a análise de textura, além do perfil lipídico. Os dois produtos apresentaram a mesma composição química, mas o leite fermentado com matéria-prima orgânica possui um perfil lipídico diferenciado.

“O leite orgânico apresenta menor teor de ácidos graxos saturados e maiores teores de ácidos graxos poliinsaturados e monoinsaturados, considerados benéficos para a saúde”, conta a pesquisadora. “O produto final com leite orgânico registra aumento de 55% no ácido linoleico conjugado, ácido graxo com características anticarcinogênicas e antiaterogênicas, associado a prevenção de doenças, como o câncer”.

Textura

A análise instrumental realizada durante o estudo revelou que o produto elaborado com leite orgânico possui uma textura quatro vezes menor que o convencional. “A diferença se deve ao fato de o leite comum passar por um processo de homogeinização”, aponta Ana Carolina. “O leite orgânico tem bom potencial para uso em leites fermentados probióticos, mas serão necessários maiores recursos tecnológicos para resolver a questão da textura”.

De acordo com a pesquisadora, o leite orgânico possui características nutricionais elevadas, principalmente devido a condição de manejo dos animais utilizados na produção. “O gado leiteiro não é confinado e recebe somente alimentação orgânica, em especial material fresco verde, como grama, e frutas”, explica. “Os animais também não recebem nenhum tipo de insumo artificial e de antibióticos”.

Os produtos orgânicos devem ser certificados por agências e órgãos reguladores vinculados a International Federation of Organic Agriculture Movements (IFOAM), entidade internacional do setor. “A produção orgânica também favorece a agricultura e pecuária familiar, fixando o trabalhador rural à terra”, acrescenta Ana Carolina.

A pesquisa com o leite orgânico é descrita na dissertação de mestrado da farmacêutica bioquímica, orientada pela professora Maricê Nogueira de Oliveira, da FCF. Os estudos terão continuidade no programa de Doutorado, em co-tutela com o AgroParisTech (França).

Texto: Júlio Bernardes
Fonte: Agência USP

Publicado em: 10/09/2009

CIÊNCIA:BRASIL E FRANÇA JUNTOS[ASSIM DEVE CAMINHAR A HUMANIDADE!]


Ciência francesa e brasileira de mãos dadas
Eventos científicos integram programação das comemorações do Ano da França no Brasil

Cartaz de divulgação do evento “Ciência para a sociedade”, que inclui uma série de conferências destinadas ao grande público.

Como parte das comemorações do Ano da França no Brasil, as comunidades científicas dos dois países também estão estreitando seus laços. Entre as atividades incluídas na programação, está a realização de diversos eventos que reunirão pesquisadores franceses e brasileiros para trocar experiências e levar seu conhecimento ao grande público.

Por iniciativa da Academia Brasileira de Ciências (ABC), do Collège de France e da Academia de Ciências da França, estão sendo realizados, de 14 a 16 de setembro, colóquios científicos gratuitos no Rio de Janeiro e em São Paulo por ocasião do Ano da França no Brasil. A Universidade de São Paulo e o Instituto do Coração (Incor), também em São Paulo, abrigam os colóquios de química, biologia e ciências médicas. Entre os pesquisadores participantes estão o bioquímico francês Pierre Corvol, o médico brasileiro Eduardo Moacyr Krieger, os químicos Fernando Galembeck e Henrique Eisi Toma e o bioquímico Hernan Chaimovich.

Na sede da ABC, no Rio de Janeiro, ocorrem os colóquios de física e matemática, que recebem, entre outros pesquisadores, o físico francês Claude Cohen-Tannoudji e os físicos brasileiros Beatriz Barbuy, Luiz Davidovich, Moysés Nussenzveig e Ricardo Galvão. Entre os matemáticos estão o francês Pierre-Louis Lions e os brasileiros André Nachbin, Artur Avila e Marcelo Viana.

A programação inclui ainda uma série de conferências destinadas ao grande público. Com o título “Ciência para a sociedade”, o evento será realizado no dia 18 de setembro no auditório do BNDES, no Rio de Janeiro, e contará com palestras do climatologista Carlos Nobre, do geneticista e colunista da CH On-line Sergio Pena, do imunologista francês Jean-François Bach e do bioquímico francês Pierre Corvol.

Entrevistas exclusivas

À esquerda, o jovem matemático Artur Avila, do Impa, e à direita, o físico Claude Cohen-Tannoudji, do Collège de France.

Dois dos pesquisadores que participam dos colóquios no Rio de Janeiro foram entrevistados com exclusividade pela revista Ciência Hoje: o matemático Artur Avila, do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), e o físico Claude Cohen-Tannoudji, do Collège de France.

A edição de outubro de 2009 da CH apresentará a precoce carreira de Avila, que hoje tem 30 anos: mais jovem directeur de recherche do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS, na sigla em francês), ele foi o segundo brasileiro a ser convidado para proferir uma conferência plenária no Congresso Internacional de Matemática.

O pesquisador fala sobre seus estudos em sistemas dinâmicos e sobre como tem conseguido transpor seus conhecimentos nessa área para outros campos da matemática. Ele discute também o papel da boa divulgação científica, que poderia levar a um melhor conhecimento e maior interesse pela profissão. “Creio que se perdem muitas vocações, o que resulta de uma falta de exposição aos aspectos interessantes da matemática”, avalia.

Na edição de novembro de 2009, será publicada a entrevista com o físico francês Claude Cohen-Tannoudji, ganhador do prêmio Nobel de 1997 na área. O pesquisador apresenta sua pesquisa – que, para os leigos, parece paradoxal – de esfriar átomos usando um laser. Além de descrever de maneira simples seu trabalho, o físico mostra como seu ambiente familiar o levou à carreira científica. “Embora meus pais não tivessem muitos recursos, havia uma atmosfera de estudo em nossa casa”, conta. Ele também fala sobre sua atividade de divulgação da ciência e seus planos futuros.

França.Br 2009

Logotipo do Ano da França no Brasil.

O Ano da França no Brasil (ou siplesmente França.Br 2009) tem como objetivo aprofundar a parceria entre os dois países e contribuir para que os brasileiros conheçam um pouco mais a diversidade, a riqueza e o conhecimento da França. Trata-se de um evento importante para consolidar as relações bilaterais franco-brasileiras nas diferentes áreas, seja a cultural, a comercial, a universitária ou a econômica.

Inaugurado oficialmente no dia 21 de abril e com término previsto para o dia 15 de novembro, o França.Br 2009 inclui uma programação extensa e variada, que atinge todos os públicos e envolve as principais cidades brasileiras. Serão atividades artísticas, culturais, científicas, tecnológicas, acadêmicas e econômico-comerciais. A ideia é que o evento repita o sucesso do Ano do Brasil na França, que aconteceu em 2005 e permitiu aos franceses conhecer um pouco a cultura brasileira.

Thaís Fernandes
Ciência Hoje On-line
15/09/2009

 

 

APRENDA A SE RELACIONAR COM O SEU CÃO GUIA


Aprenda a se relacionar com um cão-guia

•Antes de mais nada saiba que sou um cão de trabalho e não um bichinho de estimação
•Meu comportamento e trato são totalmente diferentes dos outros cães e devo ser respeitado em minha dupla função de guia e fiel companheiro de meu dono.
•Ah! E eu tenho hora e local para fazer minhas necessidades. Sei que durante meu trabalho não posso sair sujando por onde passo…
•Por favor, não me toque quando eu estiver trabalhando, ou seja, quando eu estiver com a guia. Se fizer isso posso me distrair e jamais devo falhar.
•Se um cego com cão- guia lhe pedir ajuda, aproxime-se pelo lado direito, de maneira que eu fique à esquerda.
•Se um cego com cão guia lhe pedir informações, dê indicações claras no sentido em que deve dobrar ou seguir para chegar ao local.
•Não se antecipe e nem pegue o braço de um cego acompanhado de um cão-guia, sem antes conversar. Muito menos toque na minha guia, pois ela é só para uso do cego que acompanho.
•Eu, como cão-guia, estou habituado a viajar em aviões, ônibus, carros, acomodado aos pés do meu dono, sem atrapalhar os passageiros, tanto dentro como fora do país.
•Podemos entrar em cinemas, restaurantes, hospitais… Tudo isso, graças ao forte treinamento que recebemos. Sempre ficamos acomodados aos pés do nosso dono.
•Não precisa ter medo da gente.
•Existe uma lei federal 11.126 de 2005 e o decreto nº. 5.904/2006 que obriga o transporte do cão-guia com seus donos.
Vai ajudar a divulgar o que lhe disse?

Fonte: Portal Mara Gabrilli

PAÍS DEVE INDENIZAR VÍTIMAS DA TALIDOMIDA


País deve indenizar vítima de remédio Talidomida

Governo estuda pagar dano moral aos que nasceram com malformações provocadas pela talidomida

Todas as gerações de vítimas do medicamento talidomida, que causa malformação nos braços e pernas do bebê caso seja utilizado por gestantes, podem receber indenização por danos morais. Segundo a médica Izabel Maior, responsável pela Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa com Deficiência (Corde), há consenso no governo federal para o pagamento da indenização. O problema, no entanto, é definir de onde deve sair o recurso.

"Todos são favoráveis ao mérito, mas sem dúvida precisaremos sanar a questão orçamentária", diz a coordenadora, que tem o cargo ligado à Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Conforme revelou o Estado ontem, um relatório inédito entregue ao Ministério da Saúde alerta que mais três crianças podem ter sido vítimas do remédio, além de três outros casos conhecidos pela pasta em 2007.

A droga, cuja produção e distribuição está sob controle do governo, é indicada principalmente para reações à hanseníase, mas também tem uso autorizado para lúpus, sintomas da aids e contra alguns tipos de câncer. O Brasil, onde a distribuição do medicamento cresceu 143% desde 2000, é o país com maior utilização do remédio na rede pública em razão de sua vice-liderança em número absoluto de casos de hanseníase. Segundo o relatório, o Nordeste – terceira região com mais casos de hanseníase – foi o que mais registrou malformações em bebês entre 2000 e 2006. Foram 4,8 casos a cada 10 mil nascimentos, superior ao índice da Região Sul (2,17/10 mil).

Sem conhecer o documento, Izabel defendeu maior controle sobre a droga, o que está a cargo do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. "Se existe um grande número de pessoas que se beneficiam, mas também há o risco, é necessário o controle."

Congresso
Na semana passada, a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovou projeto do senador Tião Viana (PT-AC) que prevê pensão por danos morais de R$ 50 mil a R$ 400 mil a vítimas da droga. A proposta segue para a Comissão de Constituição e Justiça.

Segundo a coordenadora, a pensão por danos morais é comparável, no mérito, a que foi paga a 3 mil pessoas com hanseníase em razão de terem sido apartadas em colônias para doentes mantidas no passado pelo governo.

Atualmente, por força de lei federal de 1982, as vítimas da talidomida, exceto os novos casos suspeitos, recebem auxílio por danos físicos – de R$ 465 e R$ 1.985. "Esperamos que o pagamento de danos morais às vítimas da talidomida faça história, que se torne um marco na questão de autorizações para a fabricação de novas drogas e uma referência para que os governantes se lembrem da sua responsabilidade perante a saúde pública", escreve Claudia Maximino, presidente da Associação Brasileira de Portadores da Síndrome da Talidomida e vítima da droga, em parecer encaminhado à Corde. Por ordem judicial, o governo pagou indenização por danos morais à segunda geração de vítimas da talidomida, nascida entre os anos 70 e 90.

Fonte: O Estado de S. Paulo (14/09/09)

INCLUSÃO DIGITAL[PROJETOS PARA SEREM COPIADOS NESSE BRASIL!]


Apresentação

O Projeto Inclusão Digital Muito Especial é uma realização do Instituto Muito Especial, com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia e da Prefeitura de São João de Meriti, que visa oferecer cursos de informática para qualificação profissional de pessoas com deficiência.

Objetivos específicos do projeto:
1 – Melhorar a formação profissional da pessoa com deficiência;
2 – Difundir o conceito de inclusão social plena através da inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho;
3 – Difundir o conceito de tecnologia assistiva e legislação relacionada à pessoa com deficiência (visual, motora, auditiva, etc).

Público Alvo:
O público alvo é formado por pessoas com deficiência, mas em caso de sobra de vagas, poderão ser inscritos também alunos sem deficiência.

Serão oferecidos gratuitamente os seguintes cursos:
- Domínio do teclado e mouse, sistema operacional e internet,
- Editor de texto;
- Planilha eletrônica;
- Digitação;
- Programação;
- Desenvolvimento de sites;
- Manutenção de microcomputador;
- Softwares assistivos (Motrix e Dosvox);

Os cursos serão realizados no Centro Cultural – Praça dos Três Poderes, s/n – Vilar dos Teles – São João de Meriti (em frente à Prefeitura).

Cursos e inscrições gratuitas.
Matrículas abertas. Vagas limitadas.
Informações e inscrições: Tel. (21) 2286-3306
Pessoas com deficiência terão prioridade no preenchimento das vagas.

Fonte: Inclusão Digital

ANVISA SUSPENDE ANABOLIZANTE FALSIFICADO[SEMPRE ATENTO AÍ PESSOAL!]


 

Brasília, 16 de setembro de 2009 – 18h40
Anabolizante falsificado deve ser apreendido

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, nesta quarta-feira (16), a apreensão e inutilização, em todo país, do lote 12656 do medicamento Durateston (RE 4059), por ser objeto de falsificação.

A empresa que fabrica o produto original (Schering-Plough) não produz o referido lote. Além disso, a embalagem da falsificado não traz as informações sobre data de fabricação e validade. A falsificação foi informada pela própria empresa à Anvisa, após o recebimento de denúncias de usuários do medicamento.
A Agência suspendeu ainda outros produtos, por irregularidades diversas. Veja o q
uadro:

Medida Produto Fabricante Motivo

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4047)

Enxaguatório Bucal Contente Power Indústria Suavetex (MG) Produto sem registro
Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4048)
Tratamento Capilar Termo-Ativado Daniel Phlipp;
Tratamento Capilar Escova Termo-Ativada Daniel philipp;
Shampoo WA-6 Fisaac; Shampoo Lorerrel Prolyss Step 2;
Escova Temporária Fisaac;
Tratamento Capilar Marroquino Nouar e Tratamento Capilar Nouar

Galati Cosméticos (SP) Produto sem registro
Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4049)
Biodany Cosméticos Amor Homme Max Creme Massagem;
Amor Home Plus Gel Massagem;
Amor Femme Gel Umectante Aroma de Morango;
Amor Fresh Gel Massagem Aroma de Menta;
Amor Gotas do Prazer Óleo;
Amor Gel Adstringente;
Amor Gel Adstringente com Extrato de Hamamélis;
Amor Extrato concentrado Higienizante;
Sabonete Barbatimão Biodany;
Amor Gel Massagem Coquetel de Frutas;
Amor Gel Massagem Batida de Côco;
Amor Gel Massagem Caipirinha;
Amor Clímax Creme Umectante para o Corpo; Amor Creme Excitante Umectante para o Corpo; Amor Creme Umectante Excitante Masculino; Amor Gel Umectante; Amor Óleo para Massagem;
Sex Ball Biodany Cosméticos Óleo Corporal – Fragrâncias: Gabriela Sabatini, Morango e Champagne e Chocolate;
Amor Creme Chinesinha e Amor Creme Umectante Excitante Feminino

Dany Cosméticos (RS) Produto sem registro


Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4050)

PMMA 30%, injetável Biometil Swiss Laboratório Farmacêutico (SC) A empresa estava manipulando o produto, o que é proibido pela Resolução-RE No- 2.732/2007

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4051)


Autoclaves e Estufas e todos os produtos sujeitos à vigilância sanitária fabricados pela empresa
Brasdonto Indústria Metalúrgica (RJ) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4052)


Mattox Multi Inseticida

Indústria e Comércio de Inseticidas (SP) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4053)


Pomada de Beladona
Laboratório Lahas (ES) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4054)

Todos os produtos
sob vigilância sanitária fabricados pela empresa
LM da Silva Produtos Agropecuários (SP) Produto sem registro


Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4055)

Creme de Massagem Firmador Essência e Arte

Laboratório Marpesa (RJ) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4056)


Selamento Potencializado

Gold Hair Indústria e Comércio de Cosméticos (SP) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4057)


Cosmético Homem-Mulhermesk

Tutti i Fratelli Ind. De Cosméticos (GO) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4058)


Creme Finalizador Choco Lizzi Ybera Professional

Valtex Comércio e Indústria (RJ) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4060)

Todos os produtos sob vigilância sanitária fabricados pela empresa
Produtos Citológicos Soldan (RS) Produto sem registro

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4061)

Lote 804713do produto Ampicilab (Ampicilina
500 mg), cápsula, Val. 04/2010.
Multilab Indústria e Comércio de Produtos Farmacêuticos (RS) O lote foi reprovado no ensaio de aspecto (apresentou aparência diferente da aprovada pela Agência)


Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4062)

Shampoo Escurecedor NG e Shampoo Escurecedor JRZ Natural Galênica Cosméticos (RS) Não possuem registro/notificação

Suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso (RE 4063)

Todos os produtos
sob vigilância sanitária fabricados pela empresa
Indústria e
Comércio de Cosméticos Sarion (MT) Produto sem registro

Informações: Ascom/Assessoria de Imprensa da Anvisa

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 132 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: