RSS

Saúde de A-Z-Bexiga baixa


Bexiga baixa  
 
Escrito por Prof. Dr. Fernando Almeida   
Qua, 29 de Julho de 2009 16:37

stk151247rkeO que é a bexiga baixa?

Bexiga baixa é o nome popular que se dá para cistocele. Cistocele é uma herniação da bexiga pela vagina. Ou seja, a bexiga tende a sair pela vagina.

 

Quais as causas?

Isso ocorre devido a uma perda da sustentação da bexiga feita por estruturas musculares e ligamentos dentro da pelve feminina. Geralmente está associado com gravidez, problemas durante o parto, idade e menopausa.

 

Quais os sintomas?

O principal sintoma é a incontinência urinária. Mas, em estágios avançados, a mulher geralmente refere a sensação de uma “bola na vagina”. Isso porque a bexiga está próxima do intróito vaginal.

 

Qual a faixa etária mais acometida pela doença?

Esse problema ocorre mais comumente após os 50 anos de idade, podendo excepcionalmente acometer mulheres mais jovens.

 

Homens podem ter esse tipo de doença?

Esse tipo de problema não acontece com os homens.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito com um simples exame físico.

 

Qual o tratamento?

Em estágios iniciais podem ser realizados exercícios para melhorar a função dos músculos do assoalho pélvico. Caso não melhore ou em casos mais avançados, realiza-se cirurgia.

 

A bexiga baixa pode provocar outros tipos de doença?

Não, a bexiga baixa não causa outras doenças, mas existe uma tendência à progressão. Ou seja, a cistocele irá aumentar sua protusão pela vagina caso não seja tratada.

 

A bexiga baixa acarreta problemas na relação sexual?

Sim, a mulher pode ter algum grau de desconforto no momento da relação, mas o que mais incomoda é o constrangimento (vergonha) que o problema pode acarretar.

 

Existe prevenção?

Até o presente momento, não conhecemos medidas preventivas eficientes. Mas as mulheres que não recebem uma assistência de parto adequada têm maior risco de desenvolver o problema. Existem estudos tentando demonstrar que exercícios da região perienal poderiam diminuir o risco, porém ainda não existe comprovação de que essa medida seja eficiente.

 

 

Prof. Dr. Fernando Almeida é Urologista; Chefe dos Setores de Disfunção Miccional, Urologia Feminina e Urodinamica da Escola Paulista de Medicina (UNIFESP – EPM); Membro Correspondente da American Urological Association; Membro da International Continence Socyety, Membro da Society for Urodynamic and Female Urology. Contato:

contato@drfernandoalmeida.com.br

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

About these ads

Sobre sérgio soares gomes

Sou médico formado na UFSM,atuo na área de clínica-geral, com atenção voltada às doenças crônicas-degenerativas.

Uma resposta »

  1. Olá!!!!
    Gostaria de saber quais os cuidados basicos para uma paciente que irá fazer uma cirurgia para erguer a bexiga propriamente dito????O que pode e não pode fazer,e em quanto tempo??? OBRIGADA…..Claudia.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 132 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: